O Dia da Noiva mais linda

4

Hoje é o dia mais feliz da vida de minha filha Nísia Karine. Ela irá dizer SIM no altar da Matriz do Espinheiro.
Estamos em um hotel a beira mar de Boa Viagem. Chegamos aqui às 10 da manhã. Pense num Hotel lindo. 
Todo o ambiente de vista para o Mar.
 Começamos pela massagem de relaxamento, com a Esteticista Fernanda Guerra com minha filhota Amanda registrando tudo.oi um Filé Mignon ao Demi- Glacé e um Fruit Cocktail.Sensacional!
Nosso almoço foi um Filé ao molho Demi-Glacé e um Fruit Cocktail.Sensacional!
Chega de diversão e vamos começar a se arrumar. O cabelereiro Edy já chegou e mandou ver dando uma arrumada geral e colocando bobies.
Sandro Santos e sua equipe,veio com tudo e mais uma vez mostrou porque é um dos mais requisitados se tratando de maquiagem e cabelos das noivas Pernambucanas.

Sandro Santos e Renato Menezes, chegaram na hora marcada e inovaram em nossas maquiagens e cabelos. Profissionais de destaque no mundo da beleza, fizeram um belo trabalho e nos deixaram maravilhosas!



Sìndrome da Mãe da Noiva

4
Tudo, mas tudo, menos terem de conviver com o síndrome da mãe da noiva no seu estado mais avançado. O síndrome da mãe da noiva, para quem o quiser identificar ainda no seu estado embrionário, caracteriza-se pelo stress desnecessário antes de um evento. A mãe da noiva, senhores, convenhamos, é o stress em pessoa. Precisa muito que aquele seja o dia perfeito na vida da filha. O dia perfeito que ela idealizou.

Mãe da Noiva: Não adianta, ela é a pessoa mais presente na vida da noivinha, e nos dias próximos ao casamento é ela que dá maior força e ajuda. Um conselho às mães; com a ansiedade as noivas começam a não se alimentar direito antes do casamento, procure ajudar com a alimentação e acalmá-la, aconselhando e com muita paciência. Sim, nessa época de tanta felicidade a noiva também fica um pouco estressada, mas mamães, não levem isso à sério, logo vai passar, isso é apenas o nervosismo com o casamento.





Profecia de Nova Enchente em Agosto amedronta a população

12
O assunto mais comentado em Palmares e na região, é a promessa de uma nova enchente prevista para o dia 07 de agosto de 2010. O povo ainda assustado com a calamidade que assolou a região,  fica ainda mais perplexo com a nova notícia. Um cidadão Evangélico de Catende diz que teve uma revelação sobre essa nova enchente que vem aterrorizando as cidades da Mata Sul.


Coisas da Vida

0
Tourada

Além do chifre, o prejuízo financeiro

Mulheres traídas, vocês podem xingar seus maridos/namorados. Mas vejam lá o que vão fazer com as amantes deles. Se forem tomar satisfação com as “outras”, que façam em um ambiente privado. Ou, além do chifre, podem ter prejuízo financeiro.
A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a condenação contra uma mulher traída. Ela terá que pagar R$ 12,5 mil de indenização por danos morais e materiais à amante do marido.
A história é assim:
A “outra” – autora da ação – disse que foi ludibriada pelo homem. Segundo ela, rompeu o relacionamento quando descobriu que o sujeito era casado.
Mas não foi só isso, claro. Ela também disse que a mulher do ex-amante invadiu seu local de trabalho para agredi-la “física e moralmente”. Segundo a “outra”, a “traída” disse a quem quisesse ouvir que ela era culpada pelo relacionamento extraconjugal do marido. A “outra” acabou sendo demitida.
A “outra”/demitida entrou na Justiça. Ganhou em primeiro grau. A traída (juntamente com o marido, vejam só) entrou com o recurso para tentar reverter a decisão. Não adiantou. A relatora do recurso, desembargadora Marilene Bernardi, considerou o seguinte:
“A ré deve ser responsabilizada pelos atos resultantes de seu descontrole ao descobrir a traição do marido. Por mais que estivesse se sentido ofendida pelas atitudes da demandante, jamais poderia tê-la procurado em seu ambiente laboral, expondo de forma desarrazoada a vida privada da apelada”.
Talvez ela tivesse mais sucesso com um boneco vudu da “outra”. Ou com um despacho básico na esquina. Gastaria bem menos, na certa.
* Com informações da Agência Estado

A Paz que eu Preciso

0
Hoje eu estou tão em paz comigo
Parece até que não faz sentido
O que eu tenho chorado
O que eu tenho sofrido.
Hoje eu olhei o céu da minha janela
Vi no meu coração a presença tão bela
De Jesus sorrindo e dizendo pra mim.
Vem, deposita em minhas mãos
Todos os seus problemas
Levante esse olhar, não chore, não tema
Não perca essa fé que você tem em mim
Quem vem a mim
Se alimenta do pão da vida
Quem segue os meus passos
Não sente as feridas
Tem a paz que eu dou
É feliz enfim.
Senhor perdoai meus pecados
Me aceita a seu lado
Me deixa tocar o seu manto sagrado
E a graça que eu peço
Terei na sua luz.
Senhor, quem sou eu pra que entreis
Em minha morada?
Mas um fio de sua luz
Numa telha quebrada
Ilumina uma vida pra sempre, Jesus
Senhor, consolai os que choram
Curai os que sofrem
Nas ruas, nos guetos
Nos becos escuros
Na chuva, no frio, sem teto e sem pão.
Piedade daqueles que pensam
Que a felicidade é a riqueza, o poder
Ser feliz na verdade
É quem tem Jesus dentro do coração.
Jesus Salvador, Jesus Salvador

(Roberto Carlos e Erasmo Carlos)

Cartão Postal de Palmares

0
Do JC Online
Voluntários e moradores de Palmares, Zona da Mata de Pernambuco, aproveitaram o fim de semana para reconstruir. A principal praça, fortemente atingida pela enchente, recebeu tratamento de limpeza e conservação. O esforço coletivo deu novo visual ao cartão postal mais conhecido da cidade, uma das mais atingidas pelas enchentes.

Pessoas com várias profissões atenderam ao pedido da igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que organizou o mutirão Mãos que Ajudam.






Chegando o dia

2
O tempo é o melhor remédio para a gente esquecer a tristeza, o sofrimento e partir para uma nova etapa de vida. Ainda não sei que rumo vou tomar, quando penso em minha casa, todas as coisas que perdi, a cidade que é só destruição, meus irmãos e minha mãe afastados das casas ainda, o falecimento de minha tia, enfim, tudo mudou muito desde 18 de junho.
Faltam 5 dias para o casamento da minha filha, e como tudo já estava agendado e pago, nada mais justo que realizar e fazer deste dia um dia especial. Afinal, Henrique e Nísia esperam por este dia há tanto tempo.
 Meu vestido já estava comprado e guardado em minha casa, e precisamente no dia da cheia, foi a única coisa que coloquei na minha bolsa,antes de sair de casa.
 Estou tentando superar tudo e sei que amanhã vou estar melhor que hoje. Como minha tia dizia nos últimos dias de vida dela, que queria muito assistir ao casamento de Nísia, com a permissão do Pai ela vai está lá na Igreja abençoando os dois.

O perdão da dívida?

1
Os comerciantes que perderam tudo nas chuvas que atingiram o estado no mês passado já podem respirar aliviados. A Secretaria da Fazenda informou ontem que vai prorrogar as arrecadações do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) dos meses de junho e de julho para janeiro do ano que vem. A medida, publicada ontem no Diário Oficial do estado e válida somente para esses contribuintes, pretende minimizar os prejuízos sofridos pelos pequenos comerciantes das áreas afetadas pelas enchentes. Quem perdeu o patrimônio com as chuvas pode ter as dívidas perdoadas pelo Fisco. Tudo vai depender da análise de auditores da Fazenda, que visitarão os comerciantes de 12 municípios em estado de emergência e de calamidade a partir do dia 1º de agosto. Os servidores terão até 90 dias para identificar quem está precisando mais de ajuda e que terá o imposto perdoado. 
Cobranças - As multas, por enquanto, estão suspensas. Ainda não se sabe quanto o estado deixará de arrecadar após as enchentes com o "perdão" aos comerciantes das áreas afetadas. Embora a norma seja válida para todos, as microempresas terão tratamento diferenciado. "Elas não receberão visitas dos auditores. Vamos elaborar uma abordagem especial porque nem todos perderam tudo com as chuvas. Muitos desses estabelecimentos possuem escritórios no Recife", disse o secretário executivo.
Ele ressaltou que os comerciantes regulares não precisarão procurar unidades da Secretaria da Fazenda para requerer a prorrogação das arrecadações. "Nós é que iremos procurá-los. Já temos uma lista com mais de 500 nomes e vamos avaliar caso a caso, encontrando soluções específicas para eles. Não existe uma solução única para todos. O objetivo é conversar com o contribuinte e encontrar uma solução que seja favorável para ele nesse momento. Não é preciso se preocupar com a nossa visita", antecipou. Outras informações podem ser obtidas através da central de atendimento da Secretaria da Fazenda, pelo número 0800.285.1244. 

Entre lágrimas

1
Muito linda a missa de sétimo dia de minha tia Geraldina realizada na sexta feira à noite. Embora a tristeza tomasse  conta do meu coração, senti nas palavras de Padre Jerônimo o conforto que precisava para continuar firme nos meus propósitos. Cada palavra era a imagem viva de minha tia, a vida religiosa e sua doação de amor ao Cristo .
Lembrei das noites que ficavamos acordadas esperando o efeito do remédio de dormir chegar e ela me contava como conheceu o Ideal, desde jovenzinha quando foi para a Itália. Uma retrospectiva da sua vida passava em minha cabeça durante toda a missa.
A igrejinha estava repleta de todos que a amavam e continuam ainda mais a ama-la. Mandei estampar aquele belo sorriso nas camisetas e também coloquei a música linda em homenagem a ela nos cds que distribui. Acho que tudo foi muito simples da maneira dela. O Salve Rainha entoado por todos nos deixou mais emocionados,quando o padre lembrou que tinha cantado para ela nos últimos dias no Hospital.
Entre lágrimas voltei para minha casa e o cheiro  que a  enchente deixa quase não me deixou dormir.A garganta logo começou a doer.A casa fria, colchão no chão,roupas dentro de caixas,paredes e portas danificadas, casa vazia sem quadros nem fotos que marcassem a lembrança dos meus meninos.
 Num cantinho em um criado mudo estragado , uma imagem de Santa Terezinha que sobreviveu a terrível enchente, parecia me dizer que eu não perdesse a fé e a esperança no amanhã.

A Morte não é nada

0
"A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.

Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me dêem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi."


(Santo Agostinho) 


 Mônica Romeiro, amiga querida muito grata por me enviar esta maravilha!

"Aplausos ao Vento"

1

Era uma vez uma cidade pequenina, cercada por seu maior rio e algumas montanhas, ela ficava situada num vale chamado "Aplausos ao Vento", esse nome poético tinha sua origem dada pelos primeiros habitantes dessa região. Segundo os mesmos, quem morasse ou estivesse por lá, podia sentir um vento suave e gostoso, bem como, observar o tremular de suas árvores gigantescas (Palmeiras) que ao bailar do vento fazia um barulho harmonioso como se estivessem dando "Palmas aos Ares". As pessoas dessa região levavam uma vida pacata, trabalhavam cultivando o campo, e também negociando seus produtos em uma feira livre ou num pequeno comércio da cidade, uma vez a cada semana. O que chamava a atenção aos transeuntes daquela pequenina cidade era que ela inspirava certa harmonia, dando um tom poético à vida. Muito tempo depois essa cidade foi chamada de "Terra dos Poetas". Assim vivia a população cotidianamente, levando sua vida tranquila, inspirada em sua própria terra. Acontece que a vida das cidades, assim como a das pessoas, não segue sempre um rumo definido ou um caminho reto. A vida tem em si seus altos e baixos, assim como aquela região tinha as suas montanhas. Tudo naquele interior seguia o seu ritmo tranquilo. Mas de repente, em meio a um inverno que parecia comum, se "assolou" sobre aquela região fortes chuvas, por vários dias e longas noites. Isso gerou uma grande enchente que desaguou no maior rio. Esse não suportando tanta água, transbordou e "brutalmente" arrasou toda a cidade. Foram momentos, horas, dias, noites desesperadoras para todos os seus habitantes... A maior parte da população prevendo o que estava por vir, aos sinais das fortes chuvas conseguiu se refugiar nas montanhas daquele vale, outra parte não teve tempo hábil ou força para fugir da morte. Infelizmente, foi uma destruição total das casas, dos animais, das plantações e da vida de muita gente... 
Ao término das fortes chuvas e ao baixar das águas, a população refugiada voltou para ver o que restara de suas casas e dos seus pertences. Diz-se que, o quadro encontrado fora tão aterrorizante que parecia não se ter mais esperança ou vida alguma para se continuar. E registra-se ainda que, embora tenham se passado décadas, as marcas da dor, mas também da esperança/recomeço estão presentes na memória e no coração daquela população. Enquanto as pessoas perambulavam em meio aos destroços do que sobrara, um jovem chamado Luís, encontrou resto de um muro, onde fora uma casa. E nesse muro estava o registro poético da alma da população, que dizia assim:

Por toda a vida
Alguns passaram e outros passarão
Livres com as aves
Malucos com os poetas
Aventureiros sem temor
Recomeçar é o segredo
Eterno da (re)construção do Ser feliz!

Luís movido pelas palavras e pelo sentimento de força que essa lhes dava, foi chamando quem encontrava e apresentando o poema um a um.

Falam os antigos que essas palavras não se foram ao vento, geraram frutos de esperança, de união e de recomeço na população... E assim juntos, pouco a pouco, foram reconstruindo suas casas, seu dia a dia e sua nova cidade que foi chamada de Palmares.


Amaro França // Diretor do Colégio Marista
diretor.janga@marista.edu.br

Liberação do FGTS para as vítimas das enchentes de PE

1
As  vítimas das enchentes das áreas que já declararam Estado de Calamidade Pública em Pernambuco podem solicitar o saque do FGTS nas agências da Caixa, informou a assessoria do banco.
O prazo segue até 25 de setembro. Os vitimados residentes em áreas de Estado de Emergência podem realizar seu saque a partir da próxima semana.
Como sacar
O titular da conta que desejar sacar seu benefício deve procurar os postos de Atendimento ao Trabalhador (PAT), da Caixa. O trabalhador deve levar seu Cartão do Cidadão ou cartão de inscrição do PIS/Pasep, um documento de identificação pessoal original (Carteira de Identidade, Carteira de Habilitação com foto etc.), cópia de um comprovante de residência e sua Carteira de Trabalho original. Caso o morador não possua comprovante de residência, poderá fornecer declaração específica, assinada por ele, em formulário próprio obtido no local de atendimento.
Em Barreiros (PE), a Caixa montou uma agência provisória, que está localizada no centro da cidade, em frente à Igreja Matriz. O horário de funcionamento é das 8h às 16h. Nos próximos dias, o município receberá outro contêiner onde será instalada uma casa lotérica, cuja antiga estrutura também foi completamente inundada.

Até Serpentes chegam em Palmares

4

Serpente aparece em Palmares: Verdade ou ilusão?
, no final da tarde dessa terça-feira, ao lado do Viaduto Lúcia Paiva, fato que atraiu centenas de curiosos que se aglomeravam ansiosos pela confirmação da presença do misterioso réptil.
Os repórteres do GIRO-PE foram acionados e munidos de uma lanterna BLACK AND DECKER de 10 milhões de velas e uma câmera fotográfica com infravermelho fizeram várias fotos que publicamos abaixo.

No local, entrevistamos vários populares que afirmaram que essa “serpente”  se escondia em bueiros da Praça Santo Amaro e se alimentava de pequenos animais, como aves domésticas, caninos e ovinos, entre outros, e que migrou para o Rio Una após a grande enxurrada do dia 18 de Junho.

A doméstica Maria José de Santana, residente em Palmares por mais de 60 anos, afirmou que existia uma “serpente” igual a essa na Praça Mauriti, em frente à Prefeitura, que dividia o lago ali existente com vários jacarés do papo amarelo.
Fonte: Girope.com.br

Tendo Pesadelos

1
Gif mulher
Acordei como se tivesse ainda no Hospital. Assustada e tremendo. Sei que vai demorar muito para eu esquecer todo o sofrimento que minha tia passou nestes últimos meses. Tento mudar meu pensamento, mas sempre estou lembrando aqueles momentos. Então penso sempre no que ela me falava quando eu dizia que estava com pensamento negativo.
-Teresa, sempre que você pensar numa coisa ruim, pense logo em duas boas. Coloque as duas coisas boas na sua mente e esquecerá a ruim.
São ensinamentos que hoje fazem parte da minha vida. E sempre dão certo minha tia!
 O resto do dia tento me ocupar e  me pego pensando outra vez naquele Hospital e em tudo o que ficou marcado em minha memória.
Penso em minha casa , nas coisas que perdi na enchente do mes passado,no meu emprego que estou afastada , na minha cidade que está um caos...

Luz Divina

1
Luz que me ilumina o caminho e que me ajuda a seguir
Sol que brilha à noite e a qualquer hora Me fazendo sorrir
Claridade, fonte de amor que me acalma e seduz
Essa luz ,
Só pode ser Jesus
Essa luz
Raio duradouro que orienta O navegante perdido
Força dos humildes, dos aflitos Paz dos arrependidos
Brilho das estrelas do universo O seu olhar me conduz
Essa luz
É claro que é Jesus
Essa luz
Sigo em paz no caminho da vida porque
O caminho a verdade a vida é você
Por isso eu te sigo, Jesus meu amigo
Quero caminhar do seu lado E segurar sua mão
Mão que me abençoa e me perdoa E afaga o meu coração
Estrela que nos guia luz divina O seu amor nos conduz
Essa luz
É claro que é Jesus
Essa luz divina
Essa luz...
É claro que é Jesus

Testando os Nervos

1
Difícil  demais foi ter que ir resolver o atestado de óbito.  Não foi fácil responder a perguntas e ainda ter que assinar o atestado. Pense num lugar que o atendimento é péssimo.O cartório para se retirar a certidão de Óbito.
A gente enfrentou uma fila imensa e ainda tinha uns caras que trabalham em Funerárias e que já chegavam furando fila.Acho que são os famosos Aves de rapina , aqueles que vivem da tristeza da morte dos outros.Moto boys encarregados de fazer esse tal serviço.Era gente chorando querendo resolver a documentação para ainda ir enterrar o seu morto. Coitada de uma senhora, estava desesperada por terem errado a data no Hospital em que o marido falecera. Uma doidera de fazer dó. Outra faltava o CRM do médico.
Agradeci a Deus por já ter enterrado a minha tia e sai daquele lugar aliviada.

Geraldina está em Paz

6
Parecia que o dia não chegava nunca, não preguei o olho a noite toda.Minha tia na maior inquietação,acho que já pressentindo que a hora estava chegando. Mas o dia chegou ,e no momento certo, precisamente as 8:30 ela finalmente desencarnou. Foi o pior momento durante todo este tempo que estive cuidando dela.Mas tive que ser forte,pois ainda tinha muito o que fazer. Resolvi com meus irmãos que seria ainda hoje a tarde o nosso último adeus. E assim aconteceu. Na capelinha do Colégio Nossa Senhora de Lourdes,minha família, amigos e focolarinos nos unimos para em nome de Deus chorar o nosso pranto e nos despedir daquela que será para sempre a nossa Santinha. Uma linda missa com a presença do Bispo de nossa cidade, e demais padres que foram alunos de formação de tia. O querido padre Jerônimo, confidente de todas as horas de dor e sofrimento.
Foi tudo muito lindo e culminou com o momento que ouvimos a canção que meu irmão Genésio fez para ela. "Maria, o dom do Amor!" Uma linda homenagem que retrata todo o nosso sentimento .
A Saudade é tamanha,fecho os olhos e a imagem é muito viva, muito sofrida Só o tempo amenizará todo o sofrimento.


Além do Horizonte

0

“Imagine que você está à beira mar e vê um navio partindo .
Você fica olhando, enquanto ele vai se afastando
. ...... se afastando, cada vez mais longe, até que
finalmente aparece apenas um ponto no horizonte
- Lá onde o mar e o céu se encontram.
E você diz: pronto ele se foi.
Foi onde? Foi a um lugar que a sua vista não alcança só isto.
Ele continua tão grande, tão bonito e tão importante como era quando estava perto de você.
A dimensão diminuída está em você, não nele.
E, naquele exato momento em que você está
dizendo ele se foi, há outros
Vendo-o aproximar-se e outras vozes
exclamando com júbilo: Ele está chegando!”

( Henry Sobel)

Seguindo

1
Meu Deus, como eu quero esta madrugada acabe logo e um raio de sol entre pela janela,como a anunciar que é chegada a hora de tudo terminar...todo sofrimento, de tantos dias, meses, anos...
Nem choro mais...fico quietinha só esperando o tempo passar...e fico dizendo baixinho: Segue a LUZ...segue  a LUZ...

Meu blog

1
 Adorei receber um e-mail  do Anderson Melo - jornalista -Editor de Conteúdo - Portal +AB/  Rede Nordeste de Comunicação. Ele acompanha o meu Blog e gostou da maneira como eu divulguei os acontecimentos da tragédia que atingiu nossa cidade e região da mata sul. Pena que nem vou fazer a entrevista que ele queria levar ao ar na próxima quinta feira. Como falei para ele estou fora de Palmares há dias cuidando de minha tia em Recife.

A Luta pela Vida

0

A segunda tragédia

Depois das enchentes, moradores das cidades mais atingidas em Pernambuco e Alagoas tentam reconstruir suas vidas. Sobram desespero e desânimo, e faltam comida, luz, água e empregos

Por Bruna Cavalcanti, enviada especial a Palmares (PE)

É preciso força e coragem para caminhar pelas ruas da cidade de Palmares, Zona da Mata Sul de Pernambuco. A lama grossa e imunda invade, com um cheiro fétido, todos os caminhos por onde antes trafegavam pessoas e veículos. Em cada canto se ouvem histórias de quem perdeu tudo. Relatos de dor, drama, vazio e desânimo. 
 Por todo o centro da cidade e nas ruas mais afetadas pelas águas do rio Una, a sensação é de se estar num verdadeiro lixão. Em casas cheias de sujeira e entulhos, as pessoas tentam limpar as poucas coisas que não foram destruídas ou levadas pelas águas. Em condições desumanas e correndo sérios riscos de contraírem doenças, os palmarenses lutam como podem. Muitas vezes, tratam de fazer a limpeza com as próprias mãos, já que faltam equipamentos adequados. Precariamente, buscam retomar suas rotinas. Mas é difícil saber por onde começar.
“Isso aqui não é uma cidade, isso aqui é o inferno”, grita um morador de dentro de uma casinha. O inferno também ameaça trazer a fome. Já chegam a Palmares notícias de localidades onde os moradores só têm barro para comer. Ali, ninguém duvida: a luta pela vida está apenas começando.

 Fonte:ISTO É INDEPENDENTE

Daqui do Hospital

2
É como meu filho  Allan sempre diz: A VIDA É UMA INCÓGNITA! Com isso ele me consola e me fa ficar mais confiante em Deus. Ontem, meu dia foi uma loucura e passei o dia pensando que seria o dia que tia ia partir.Mas não, o minuto seguinte só a Deus pertence.Quanto mais eu peço pra ela ter paz, e parar de sofrer eu sofro mais.
Aqui no Hospital a gente perde o sentido do tempo,tem hora que nem sei se é dia ou noite. Já estou aqui há uma semana. Não aguento mais esse cheiro de hospital, esse gosto de café de borra requentado .
A única alegria que senti hoje foi ao ver no meu e-mail essas fotos que meu irmão me mandou da Farmácia.
Daqui desse lugar, pelos corredores fico imaginando como ainda está a minha casa , a casa da minha mãe,dos meus irmãos, da minha tia, todos que foram atingidos pelas águas e ainda estão como se diz literalmente: Sem chão!

Recomeçando a Tradição

2
Nossa Farmácia aos poucos vai voltando a ser a nossa querida e velha Farmácia Permanente. Meus irmãos são fortes e batalhadores e com muito trabalho reergueram o nosso ganha pão.
De tradição na cidade, nossa Farmácia pertenceu ao meu avô Genésio, depois também foi do meu pai Heitor, somos sete irmãos, dois sobrinhos e vários funcionários que estão conosco a vários anos.
Sei que meu pai e meu avô lá do alto estão felizes por ver que nossa família está cada vez mais unida e mais forte.Essa enchente só veio nos mostrar que o mais importante é a nossa Vida, naquela noite de 18 de junho , vivenciamos o quanto é valiosa e bela a nossa família. Vivemos momentos de horrores, perdemos tudo, nem o remédio de minha tia eu tinha para amenizar as dores dela. Todo o nosso estoque virou lama. Computadores, arquivos, nossos documentos , perdemos tudo na enchente.
Hoje, finalmente é dia de recomeçar...tentar esquecer desse junho trágico que nos marcou tanto.

O Amor de DEUS a Salvará

3
Eu sei que a minha missão para com a minha tia é muito mais forte do que fazer baixar sua febre ou tentar diminuir as suas dores. Deus me preparou aos poucos e ontem a noite eu senti que eu estou aqui com ela para no momento mais difícil ajuda-la a alcançar o limiar da esperança e do amor Divino.
Eu sinto que estou forte e vou conseguir fazer deste momento o momento mágico tanto esperado por ela. SAIR ANDANDO...
ANDANDO POR SOBRE AS NUVENS...ela não senta há meses...ela não anda há meses...mas  é chegado o momento que eu espero tanto...e todas as dores passarão,todos os gritos cessarão...e um só pensamento união de todos que a amam fará esse momento lindo acontecer: ANDAR SOBRE AS NUVENS...

Meu Apelo

1
Bons Espíritos, que a acompanhastes na Terra, não a abandoneis neste momento supremo. Dai-lhe forças para suportar os últimos sofrimentos por que lhe cumpre passar neste mundo, a bem do seu progresso futuro. Inspirai-a, para que consagre ao arrependimento de suas faltas os últimos clarões de inteligência que lhe restem, ou que momentaneamente lhe advenham.
Dirigi o meu pensamento, a fim de que atue de modo a tomar menos penoso para ela o trabalho da separação e a fim de que leve consigo, ao abandonar a Terra, as consolações da esperança.

"QUEM AMA MINHA TIA MENTALIZE ESSA PRECE!!! 

Viver o Momento Presente-

0
Esta música é uma homenagem que meu irmão e poeta, Genésio Cavalcanti, fez para a nossa querida tia Geraldina. 
Ela achou linda, mas disse que não era "tudo isso " que ele exagerou muito. Toda a nossa família aplaudiu esse gesto de amor que Genésio demonstrou nessa inspiração musical.Escutem de olhos fechados e verão tia com seu sorriso lindo, que não morrerá jamais!

MARIA,O DOM DO AMOR
POEMA:GENÉSIO CAVALCANTI(sobrinho de Geo)
MELODIA:LINALDO
INTÉRPRETE:MARKINHOS CABRAL E MAZINHO

ESTE SORRISO FELIZ,
CONTÉM O DOM DO AMOR
TODA VIDA SEMPRE QUIS
VIVER PRA SER DO REDENTOR

SE ÉS MARIA EM CADA ORAÇÃO
 SE ÉS MARIA, SAGRADO CORAÇÃO!

UMA DÁDIVA DE DEUS
REPLETA DE CHAGAS DE AMOR
UMA VIDA TODA DEDICADA
AS OBRAS DO CRIADOR

SE ÉS MARIA EM CADA ORAÇÃO
SE ÉS MARIA,BENDITA EM AS MARIAS,
MARIA OH! VIRGEM MARIA
BENDITA ENTRE AS MARIAS

SE A CRUZ ARRASTADA
PESA MAIS QUE A CARREGADA
NÃO TEMAS JAMAIS, MARIA

ESTE POÇO DE BONDADE
TÃO FRÁGIL E TÃO FORTE
DOS AMIGOS DE TODA CIDADE
ÉS SUBLIME E ENORME

MARIA OH! VIRGEM MARIA
BENDITA SOIS ENTRE AS MARIAS

MARIA, OH VIRGEM DA PAZ
O TEU SORRISO NÃO MORRERÁ JAMAIS!

Difícil Recomeço

1

Vivendo dias de pesadelo

2
De repente, me vejo vivendo dois pesadelos: O das enchentes na minha cidade, e a doença de minha tia que cada vez deixa ela mais debilitada.

Sol traz recomeço

4
JÚLIA VERAS        
FOLHA DE PERNAMBUCO


“Olha, minha gente, é uma glória de Deus, achei mais um pedaço de mim. Ainda existo nessa vida”. A alegria de Quitéria Maria da Silva, 53 anos, parecia incoerente com o cenário ao seu redor. Em meio aos destroços do que um dia foi  a sua rua, ela mostrava aos vizinhos, toda feliz, seus documentos que acabara de achar entre os restos de tábuas em que se transformaram os seus móveis. Na manhã de ontem, um dia bonito de sol, ela e millhares de moradores do município de Palmares se entregaram à tarefa de limpar suas casas e propriedades. Trabalho esse que parecia que não tinha fim, até porque era difícil pensar por onde começar. Depois do impacto de perceber que perderam tudo durante as fortes chuvas que castigaram há aproximadamente vinte dias a região, as pessoas pareciam ainda anestesiadas.
Maria Quitéria morava com mais três filhos e seu marido em uma casa nas proximidades da beira do rio Una. A água chegou ao teto do segundo andar da casa da sua vizinha, onde ela havia guardado alguns de seus eletrodomésticos. Não sobrou nada. Quando ela e seus familiares começaram a limpar o lugar, a segunda cheia da semana passada insistiu em tomar de lama o lugar. “Desde 2000, na outra grande cheia que teve, a gente tem que viver com esse tipo de situação. Não aguento mais. Se Jesus Cristo tiver misericórdia de mim e me der quatro pedaços de pau e um lona enrolada, não volto mais aqui”, declarou ela, que está alojada na casa da sogra do seu filho e vivia, além da aposentadoria, da venda de confeitos em uma carrocinha.


Nas ruas, tudo o que se pode imaginar é encontrado no meio da lama. Pessoas passeiam pelas vias ainda espantadas, tirando retratos das construções que foram abaixo, olhando as fotografias que se espalham pelos montes de entulho que cobrem as ruas, e que expostas, contam para transeuntes as histórias de vida de famílias que perderam as suas lembranças. Sapatos, roupas, restos de alimentos, bijuterias, eletrodomésticos, brinquedos, livros, móveis. Tudo pode ser encontrado nas calçadas.


Mesmo assim, uma esteira de corrida que foi arrastada pela força das águas por mais duzentos metros conseguia chamar atenção. Ela fazia parte de uma academia de ginástica que pertencia à fisioterapeuta Simíramis Botelho, 53 anos, e a sua filha, a professora de educação física Ana Carolina Botelho, 26. O telhado e algumas paredes foram completamente arrancados e em uma de suas vigas ainda estava pendurada uma pequena mesa que ficou presa na estrutura. Elas sequer estimam o prejuízo. “Em uma conta rápida, perdemos um patrimônio de mais de R$ 100 mil e não acreditamos que vamos conseguir recomeçar por aqui. Nossos clientes também perderam tudo e fazer musculação, natação, hidroginástica é um luxo inalcansável por enquanto”, pontuou Carolina.


Ela morava com o marido e a filha de dois meses em uma casa em frente ao estabelecimento. Não conseguiram salvar nada além da roupa do corpo. Ela ela e o marido passaram mais um dia varrendo grossas camadas de barro escuro misturado a lodo, que botou a perder desde a coleção de DVDs dos Beatles do marido, os eletrodomésticos típicos de uma casa confortável de classe média até todo o quarto novinho em folha do bebê recém-nascido. “Isso aqui é o que mais me dói. Ver o quarto da minha filha desse jeito”, emocionou-se.

"Essa esteira era aquela em que eu ia fazer meus exercícios, minha solidariedade a Semirinha e Carol, mulheres guerreiras e batalhadoras que i rão continuar a luta pela sobrevivencia e esquecer essa tragédia''.Sei que não mais terei minha academia, mas o importante é estar todo mundo VIVO"

O Dilúvio em Palmares

0
DVD sobre dilúvio vira “sucesso” em Palmares
No Centro Social Urbano de Palmares, onde estão 42 desabrigados, um grupo se reuniu em frente à televisão na manhã de ontem para assistir a um filme que a primeira vista parecia uma obra ficcional em que uma catástrofe natural destroi mundo em poucas horas. O mote até era esse mesmo, mas as imagens não eram de nenhuma produção feita em Hollywood. O cenário foi a própria Palmares.

Uma compilação das cenas de desespero acontecidas há cerca de 20 dias no município, viraram um DVD com o nome de “Enchentes 2010 Palmares”, vendido a R$ 2 nas ruas. Questionados se não se sentiam mal revivendo a tragédia pela qual eles mesmos passaram, os espectadores garantiram que não. “É que dá uma curiosidade. Mas tem gente que prefere não ver, diz que é para não sofrer de novo”, afirmou Valéria de Lira, 37 anos.

Ali no Centro, várias famílias dividiam o almoço de domingo. Em meio a toda aquela intimidade forçada, as pessoas tentam garantir um pouco de privacidade dividindo pequenos lotes de espaço separados pelo que sobrou de pertences. As crianças que perambulavam pelo lugar, brincando entre as roupas que foram doadas e improvisando jogos, contavam o sofrimento que viveram. Bruna Stérfany de Alcântara, 9 anos, explicou que ficou ilhada junto com a mãe e os irmãos na sua residência e foi resgatada de helicóptero. “Meu pai tentou me tirar de lá nas costas dele, mas a parede deu um choque e jogou a gente para longe. Mas a hora que eu mais tive medo foi quando vi os postes pegando fogo. Foi horrível”. E o que é o pior de estar no abrigo? “Aqui é muito frio, a gente dorme no chão duro”. Já Paulo Ferreira de Silva, 7 anos, um dos mais simpáticos do grupo, o rosto cheio de arranhões, argumentou o triste motivo pelo qual ele prefere morar no abrigo do que na sua antiga casa. “Na minha casa não tinha muita comida e aqui tem!”, disse, abrindo um enorme sorriso.




FOLHAPE

entulhos e lama..

0
Além de todos os estragos, o contato com a água das chuvas pode causar diversas doenças. A prevenção e a informação ainda são os melhores tratamentos. A Prefeitura está conscientizando para evitar que as doenças se espalhem.

Palmares recebe uma ajuda diferente

4

Participantes de rally ajudam vítimas das enxurradas no Nordeste
Palmares tem 30 engenhos em áreas isoladas, locais a que só se tem acesso com carro de tração nas quatro rodas.
Em Palmares, Zona da Mata de Pernambuco, os moradores ainda não conseguiram voltar para casa. Mas as doações estão chegando. Na zona rural a dificuldade é maior.
Palmares tem 30 engenhos em áreas isoladas, locais a que só se tem acesso com carro de tração nas quatro rodas. Nesses engenhos, moram cerca de mil pessoas, que também perderam tudo e precisam muito de ajuda. Para socorrer essa gente, voluntários criaram uma espécie de rally solidário.
“A gente gosta de brincar no nosso 4 x 4. Mas na hora que se precisa, a gente está disponível para qualquer evento que vier”, diz o representante comercial Jiovane Tenório.
“É um desafio, mas é um desafio gratificante“ comenta o major Francisco Cantarelli, do Corpo de Bombeiro.


Palmares está sem Passado

1
Nas cidades da Mata Sul de Pernambuco atingidas pelas enchentes, ainda há muita lama nas ruas e dentro de casas e prédios públicos. No Fórum de Palmares, milhares de documentos foram perdidos. No cartório, as certidões ficaram debaixo d´água e parte da história da cidade foi embora com a enchente.

Duas semanas já se passaram e o prédio da Prefeitura ainda está sem água, sem luz e sem telefone. Três secretarias municipais funcionam no local e os servidores estão desnorteados, pois não sabem como salvar os documentos. Todo dia é de limpeza, mas somente o gabinete do prefeito está como antes.

No setor judiciário há caos, tanto no cartório eleitoral como no de registro civil. Ficou tudo submerso: certidões, documentos diversos. Nada sobrou para comprovar parte da história do povo de palmares.

No Fórum não há sinal de expediente. Nada de móveis, computadores nem mesmo energia. Mais de seis mil processos estavam lá, mas a lama só poupou alguns. Nenhum, entretanto, da Vara Criminal.

 “Vamos fazer uma triagem pra ver o que é que pode recuperar, o que é possível recuperar. infelizmente a gente sabe que muita coisa vai ser perdida, terá que ser jogada fora porque não tem como recuperar. É muita lama”, informou Aparecida Maria Cavalcanti, secretária do Fórum.

Sem documentos, sem a lembrança do passado e sem trabalho, os moradores de Palmares se sentem sem rumo. Procuram achar um ponto para, a partir dele, recomeçar.

A cozinheira Damiana da Costa morava num bairro que foi devastado e está morando em casas de amigos: “perdi tudo, perdi meu lar. Só tenho minha vida e a do meu filho. Perdi minha casa, a cheia acabou com tudo”.

Palmares tenta sobreviver, mas o serviço na rua parece não ter fim, muito menos a angústia dos moradores

Jesus, eu confio em vós!

2
Ao chegar em Recife no meu apto que já estava pronto para receber minha tia, no quarto encontramos um banner presente de uma amiga dela. Era esse belo banner:
JESUS, EU CONFIO EM VÓS! Colocamos na frente da cama de tia e assim ela fica contemplando .
Acho que nunca na minha vida me senti assim: perdida num mundo de sofrimentos e tristezas.Pensar que minha casa ta lá em Palmares cheia de lama das enchentes. Roupas,movéis,deixei tudo lá e vim para Recife . Impossível ficar em Palmares.Sem recursos médicos nenhum, principalmente depois das enchentes. Se antes já não tinha atendimento médico , imagina agora.
Me vejo sozinha para cuidar de minha tia , e quando penso que vou ser amparada por algum profissional, tudo da errado,como hoje, quando liguei para um médico Psiquiatra, indicado por uma médica amiga nossa. Ele simplesmente me falou que não poderia atender minha tia no meu apto,pois tinha que marcar com a secretária dele e agendar na semana. Eu falei que ia pagar a consulta, mas ele me disse curto e grosso que não trabalhava assim. Eu respirei para não mandar ele para aquele canto, e desliguei o cel.Minha tia estava desesperada em pânico e precisava urgente ser medicada melhor.Segui minha intuição e repeti a dose do rivotril.Pronto, deu certo.
Amanhã é outro dia e quem sabe , Deus vai nos da uma mãozinha amiga e tudo vai mellhorar. 
Outra médica Oncologista me falou que estou errada e que toda a responsabilidade está nas minhas costas que estou pirada de ficar com ela em minha casa desse jeito.
Eu queria saber se fosse a mãe dela se ela jogaria num Hospital.
Eu não vou jogar  minha tia num quarto de hospital. Já prometi isso a ela e vou até o fim aqui no meu apto.
Eu e Zanza daremos conta dessa missão. Assim seja. AMÉM!