Tragédia e destruição!

1
Palmares, município da Zona da Mata a 120 quilômetros do Recife.
Depois que a água da chuva e da enchente desceu, surgiu o cenário que só se imagina ver depois de uma guerra ou de um terremoto. A cidade de 56.643 habitantes está destruída.
Por todo lado há lama, lixo, animais mortos, comida podre e drama. Drama de quem perdeu absolutamente tudo. Drama de quem não contém as lágrimas. Drama de quem já não consegue chorar. De quem só é capaz de olhar literalmente para o nada e se perguntar: por onde recomeçar?
A resposta é difícil e, se realmente existir, deve estar debaixo das pedras, da terra e da sujeira.
Andar por Palmares só se for enfiando fundo os pés na lama. É humanamente necessário parar a cada esquina. Cada morador quer contar sua história, dividir sua dor. Cada um, nativo ou visitante, precisa olhar e refletir por um tempo para acreditar que  realmente aquilo tudo é verdade.
Diante de supermercados destruídos, mãos nervosas de crianças catam iogurtes na lama. Encontradas as embalagens sujas e  obviamente mal conservadas, basta lavá-las na água barrenta e pronto. Está garantantido o que, durante sabe-se lá quanto tempo, será uma refeição de luxo numa terra em que tudo está perdido.

Por Daniel Guedes



1 comentários:

Chica disse... [Responder Comentário]

TRISTEZA PROFUNDA!BEIJOS,CHICA