Mostrando postagens com marcador câncer. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador câncer. Mostrar todas as postagens

Outra Vez...

1

Mais uma vez estou aqui com minha tia no Hospital Albert Sabin.Estou tranquila e com mais fé. Tia acabou de passar pelo procedimento de colocar uma sonda pela bexiga , saindo pelo abdomem. Isto se chama CISTOSTOMIA.Estou confiante que as dores acabarão,pois ela estava tomando Tylex de 4 em 4 horas e as dores não passavam. Tem coisa pior do que você ver uma pessoa querida sofrendo e sem conseguir urinar normal,só com a passagem de sonda uretral.Claro que o sofrimento dela me consome e me arrasa, pois luto p ela vida dela já há mais de 3 anos.
Hoje eu disse a ela que em setembro no dia do aniversário dela vou fazer uma festa para comemorar os 70 anos dela.Com fé em Deus vamos tendo nossas vitórias.

Linfomas

1

Terapia de manutenção com MabThera aumenta significativamente sobrevivência de pacientes com linfoma

MabThera é um anticorpo terapêutico que se agrega a uma proteína específica - o antígeno CD20 - sobre a superfície de células B normais e malignas. Recruta então as defesas naturais do corpo para atacar e matar as células B marcadas. As células tronco (progenitoras das células B) na medula óssea carecem de antígeno CD20, possibilitando a regeneração de células B saudáveis após o tratamento e um retorno aos níveis normais dentro de alguns meses.Indica-se MabThera para o tratamento de linfoma não-Hodgkin indolente e agressivo.

Linfoma
O linfoma desenvolve-se nos linfonodos (gânglios) do sistema linfático. Este é responsável, dentre outras funções, pela defesa natural do organismo contra infecções. O sintoma inicial mais comum do linfoma é um aumento indolor dos linfonodos, principalmente no pescoço, mediastino (região localizada entre os pulmões e o coração), axilas, abdômen ou virilha. Outros sintomas podem incluir febre, suor, principalmente à noite, perda de peso e coceira, estes se forem em excesso.

Hoje é o Dia

1
É assustador o número de casos de câncer estimado pra este ano no Brasil! Sendo esperados 236.240 casos para o sexo masculino e 253.030 para o sexo feminino.  
Com exceção do câncer de pele do tipo não melanoma, os tipos mais incidentes deverão ser os cânceres de próstata (52 mil) e de pulmão (18 mil) no sexo masculino, e os cânceres de mama e do colo do útero no sexo feminino (49 mil).

PERNAMBUCO - Em todo o mundo, o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente, sendo o mais comum entre as mulheres. A cada ano, cerca de 22% dos casos novos de câncer no sexo feminino são de mama. Em Pernambuco, estima-se que, a cada 100 mil mulheres, surjam 2.120 casos. No Recife, a média será de 720 ocorrências novas em cada 100 mil mulheres.

Os Clichês do Câncer

0



Todos nós conhecemos frases como esta: “O Sr. Silva faleceu ontem, após uma longa luta contra o câncer”. Nós achamos que sabemos o que isso significa, mas lemos e ouvimos essa frase com tanta frequência que sua carga não é a mesma, tampouco o significado. Esse é um dos clichês do câncer.
É uma simplificação fácil. Mas diz mais a respeito do escritor ou interlocutor do que sobre o falecido. Gostamos de dizer que as pessoas “lutam” contra o câncer porque combatemos temerosamente a ideia de algum dia contrair a doença. Transformamos o câncer em um de nossos demônios modernos.
Porém, depois de enfrentar um câncer na próstata e seu tratamento – cirurgia, radiação e terapia com hormônios –, as palavras “luta” e “batalha” fazem com que eu me contraia e sinta arrepios.
Às vezes, penso no câncer como uma longa e difícil jornada, uma viagem de J.R.R. Tolkien, uma valsa obscura – mas nunca uma batalha. Como pode ser uma luta se nós, os pacientes, somos o verdadeiro campo de batalha? Nós ficamos no meio, entre os médicos – com suas potenciais ferramentas de cura – e a horda devoradora de células.
Nós nos tornamos uma terra devastada, infestada pela poeira negra do câncer e danificada pelo “fogo-amigo” do tratamento. E a linguagem comum passa bastante longe de explicar essa ardente sensação de vazio.
Como paciente, é difícil articular a seriedade de um sentimento. De uma maneira profunda, somos transportados a nossos seres animais mais primitivos. Desejamos a sobrevivência. Imploramos pelo fim da dor, por pedras de gelo em lábios rachados, pelo toque de uma mão macia.
Ter uma atitude positiva rende bons frutos, acredito eu, mas isso de forma alguma se traduz em “combater” o câncer. O câncer simplesmente é. Você pode negar sua presença em seu corpo, se acovardar ao pensamento ou corajosamente afirmar que irá vencê-lo. Mas o câncer não liga. Você está aqui, o câncer chegou e a doença vai se alimentar até que os médicos a destruam – ou pelo menos a desestimulem.
Há também a questão da bravura. Nós chamamos os pacientes de câncer de “corajosos”, pois a própria palavra câncer faz a maioria de nós tremer de medo. No entanto, não há nada de bravo em aparecer para a cirurgia ou sessões de radioterapia. Uma árvore é corajosa por se manter de pé depois que suas folhas murcham e caem? Bravura indica escolha, e a maioria dos pacientes não tem muita escolha a não ser se submeter ao tratamento.
O que me leva à palavra “vítima”. Eu não me sentia como uma vítima quando  descobri que tinha câncer. É claro, me senti sem sorte, triste, nervoso, mas não uma vítima. E não tenho paciência para o culto moderno da vitimologia.
Uma vítima implica um agressor, mas o câncer não tem malícia ou intenção. Algumas células em meu corpo se amotinaram e me tornei um organismo hospedeiro – tudo completamente orgânico e natural.
E o que somos quando o tratamento chega ao fim? Seríamos sobreviventes? Não me sinto muito um deles, no sentido tradicional (ou no do reality show da TV). Não me arrastei de um prédio em chamas ou voltei para casa inteiro depois de uma missão militar no Afeganistão.
Estou simplesmente tentando levar uma vida positiva pós-câncer, grato por meu câncer estágio 3 ter sido colocado de lado, contente porque posso pensar realisticamente sobre meu futuro. Estou tentando completar a metamorfose, voltar de uma frágil casca a mim mesmo novamente.
A frase “radiação de recuperação” já não é mais muito usada, mas, quando um médico disse isso em referência ao meu tratamento, fez com que me sentisse menos humano e mais como um “caso”. Significava que eu precisava de radiação após a cirurgia, pois o câncer era mais agressivo do que o esperado – eu precisava ser “recuperado”.
E ainda me sinto incomodado por esta frase, que escutei muitas vezes: “Bem, pelo menos é um câncer bom”. Essa frase é geralmente usada em casos de câncer considerados altamente tratáveis, como o da próstata e tiróide.
A maioria das pessoas tem boas intenções, mas a ideia de um câncer bom não faz sentido. No máximo, as palavras se quebram futilmente sobre o paciente. Não existem casos bons de câncer, assim como não existem guerras boas, terremotos bons.
Palavras podem ser simplesmente inadequadas. E conforme tropeçamos e caminhamos no sentido de dizer a coisa certa e verdadeira, muitas vezes acabamos com o clichê mais próximo de apoio. Melhor não dizer nada e oferecer sua presença do que desfiar lugares-comuns sem sentido.
Silêncios nos fazem sentir remorso. Porém, quando eu estava no auge da doença, anestesiado por meu tratamento, deleitar-se no silêncio gentil de um amigo, receber e dar um abraço, ser amparado por um sorriso genuíno – tudo isso significava mais que a cura.
Por mais estranho que pareça, embora o câncer tenha ameaçado minha vida, ele também a exaltou, e trouxe consigo uma brilhante e terrível clareza.
Não, o câncer não é uma batalha, uma luta. É apenas vida – a vida elevada a um poder maior. 
Por Dana Jennings, do The New York Times




A Cura Com o AVELOS

11

AVELOS (Euphorbia tirucalli)

O avelos, planta muito comum no Nordeste do Brasil, tem propriedades anticarcinogênicas, antiasmáticas, antiespasmódicas, antibióticas, antibacterianas, antiviróticas, fungicidas e expectorantes. Também é purgativo e anti-sifilítico.
A parte usada da planta é o látex, que quando puro irrita a pele e os olhos (por isso deve-se manter o avelos longe de crianças e animais), mas dissolvido em água o látex é indicado para tratamento de tumores cancerosos e pré-cancerosos.


AVELOS - AUXILIAR CONTRA CÂNCER E OUTROS MALES
Mais conhecido por suas qualidades na eliminação de verrugas, o avelós, planta trazida da àfrica e replantada no Nordeste, é também um aliado na luta contra o câncer. Um xarope feito a partir de seu leite, no município de Pernambuco de BOM JARDIM, vem despertando o interesse dos portadores da doença. O produto tem, efeito sobre vários tipos de câncer: próstata, uretra, bexiga, útero, intestino, estômago, esôfago, cordas vocais, seio, leucemia, pele e pulmão. O avelós é um poderoso analgésico, cicatrizante e anti-hemorrágico. A descoberta do avelós aconteceu em 1980, em uma sessão espírita, quando o espírito de um médico que teria vivido em Portugal no século passado, revelou os poderes da planta. Com o seu uso, no mínimo, estaciona a doença, ou elimina as dores, nos casos irreversíveis.
O látex puro é perigoso para os olhos, podendo até cegar, e também pode provocar hemorragia.

MODO DE USAR:
Em um copo de água, (200ml) colocar uma gota do látex do Avelos.
 Beber tres vezes ao dia esse volume.pela manhã, ao meio dia e a noite.Serão três copos de água com o Avelos por dia.Por uma semana.
Preparar somente na hora de usar.Na segunda semana, duas gotas. Na terceira semana três gotas.


Olha só quantas coisas bacanas eu encontrei nas minhas pesquisas:

DEPOIMENTOS:
http://www.avelos.com.br/textodepoimentos.htm

REPORTAGEM DE GOULART DE ANDRADE:


ONDE COMPRAR O XAROPE:   CENTRO ESPÍRITA HERCULANO PIRES - Rua Josimar Melo, s/nº BOM JARDIM - PE - CEP: 55730-000. Informações pelo fone/fax: (81) 3638-1219. Ou visitem o site http://www.avelos.com.br




Corrida Contra o Tempo

0
Oi gente, eu quero compartilhar com vocês uma nova etapa que está começando na vida de minha tia Geraldina.
Na corrida contra a cura do câncer, conversei com ela e a convenci de tomar AVELÓS.
Ontem comecei o tratamento dela.
 Pesquiso há um tempinho já, sobre a cura da doença com o Avelós.Analisei os prós e os contras e  vi que na realidade é grande a comprovação de cura em vários depoimentos narrados aqui na net.
Daqui pra frente tenho certeza de que tudo dará certo. O câncer dela é invasivo,começou na vulva, adentrou nos linfáticos das virilhas e se instalou entre as veias Cava e a Aorta. Muitas cirurgias para retiradas de vários linfonomas, todas com sucesso, graças a Deus!
Esse é o e-mail que recebi do nosso médico amigo e Oncologista, Dr. ERASTO :
"O saldo foi positivo porque não obstante a doença ser agressiva, dissimulada, capiciosa e extensa , foi conservada a uretra e isso é essencial. Há possibilidade de recidiva pelo fato de ter ficado a uretra. A doença vai procurar a uretra, é o seu habitat natural. O habitat do PREDADOR. Real e triste a história. Bem, é necessário terapia complementar com RADIOTERAPIA e quimio a critério de Eriberto Junior. O desfio agora é pelo controle do poder. DO PODER de cura versus PODER de destruição. Mais uma batalha de grande guerra. A guerra pela VIDA. Porque o bom da VIDA é VIVER. VIVER é a arte e a essencia da vida. Maior sabedoria é saber viver a vida. Tão simples de falar e tão complexo de realizar."
Esse é o lado humano,desse maravilhoso Médico.
Diante de tudo isso,e com nossa fé inabalável em Deus, tenho confiança que estou no caminho certo. E meu testemunho será a vitória pela VIDA. Com fé em Deus e na Cura pelo AVELÓS!

Avelos Cura o Câncer

27
Ando pesquisando na net há tempos sobre a cura do Avelos nos pacientes com câncer.Essa minha postagem também é um testemunho,pois tenho acompanhado um caso de uma tia de minha cunhada, que estava com um câncer e vive até hoje depois que fez o tratamento com a planta Avelos.Lembro que ela já estava desenganada pelos médicos e sofrendo muito.Vive até hoje e tem saude!Essa é uma comprovação do poder de cura.Pensando nisso, conversei com minha tia que sofre com um câncer e a convenci de fazer uso.Começaremos semana que vem, pois ela ainda está se recuperando da última cirurgia.Veja o que eu encontrei de bom sobre o Avelos:



Salvador Nogueira Do G1, em São Paulo
Cientistas e médicos brasileiros estão testando em humanos o potencial de uma erva amazônica para o tratamento do câncer. É possivelmente a primeira vez que o Brasil submete um medicamento dessa natureza, obtido em solo nacional, aos rigorosos testes médicos para a aprovação de uma nova droga.
A planta é a avelós (nome científico Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País. Sua ação medicinal já era mencionada na cultura popular, o que motivou a indústria farmacêutica a analisar sua ação em células em cultura e em animais. Os resultados foram bastante promissores.
Ao que tudo indica, a substância age nas células do câncer induzindo a apoptose, uma espécie de suicídio celular. “É o que chamamos de morte celular programada”, explicou ao G1 Auro Del Giglio, gerente do programa integrado de oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein e um dos coordenadores do estudo. “Em células normais, é um procedimento que acontece para a renovação das células, com as antigas dando lugar às novas. Mas nas células do câncer isso quase nunca acontece, e a idéia é exacerbar essa tendência.



Aspirina Previne

0
Recente pesquisa norte americana, publicada em 18 de fevereiro de 2010 (Bibliomed) ficou comprovado que a aspirina pode reduzir pela metade as chances de uma mulher ter metástase de câncer de mama. Principalmente, aquelas que concluíram o tratamento . 
Ficou provado que mulheres que tomaram aspirina de duas a cinco vezes por semana reduziram em 60% a chance de voltar a ter a doença.E u sei que a aspirina é muito importante para prevenção de doenças coronárias, inclusive o meu marido faz uso diariamente, por ter tido um enfarte.
 A casca do Salgueiro ou Chorão (Salix alba,) contém o princípio ativo da Aspirina (ácido-acetil-salicílico), sendo assim usada como um recurso natural.Tomara que esta pesquisa inove na medicina melhorando a vida do portador de cãncer.

Câncer de mama ainda não tem a atenção que merece

0
Previsão é de que 12 mil brasileiras morram da doença em 2010.
Número de casos e de óbitos tem aumentado ano a ano

O número de casos, estimados pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), vem crescendo, pois a doença está ligada a fatores de risco que têm aumentado, como o estilo de vida sedentário e o uso de píluas anticoncepcionais. Já a maior parte das mortes e do sofrimento das mulheres poderia diminuir se a doença fosse detectada com mais eficiência e tratada rapidamente, apontam organizações ligadas ao setor

NÚMEROS DO CÂNCER DE MAMA
É o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo.
Estima-se que 49.240 novos casos apareçam no Brasil em 2010.
Segundo a ACS, os casos no Brasil devem aumentar de 75% a 100% em 2020 em relação a 2002.
Hoje, a incidência da enfermidade é de 49 casos a cada 100 mil mulheres.
Em 2008, 11.860 mulheres morreram da doença.
A mamografia deve ser feita a cada dois anos em mulheres que têm entre 50 a 69 anos, e o exame clínico anual deve ser feito por mulheres com idade entre 40 e 49 anos.
Fonte: Inca e ACS




.

José de Alencar,Um Bravo Guerreiro

4
José Alencar voltou a dizer que não teme o câncer. "Se Deus quiser me levar agora, não precisa do câncer para isto. E se quiser que eu fique, não há câncer que me leve". Simplesmente ele roubou a cena, o que era para ser um discurso meramente político(abertura do Ano Legislativo, realizada no Congresso Nacional), passou a ser emocionante e a platéia ficou de pé, aplaudindo o nosso vice.
"O apoio advêm da solidariedade a este momento no qual estou lutando contra uma moléstia pesada, que é o câncer, passei por 15 cirurgias. Não tenho a ilusão de que isso se revele em votos na próxima eleição, porque se eu pensasse isso, estaria preparado para receber 100% dos votos", disse o vice-presidente, arrancando risos dos presentes.



.

Luta Contra o Câncer

0


A terapia floral, tratamento gratuito oferecido pelo Hospital das Clínicas, no Recife, está ajudando muitos pacientes que têm câncer. “Os florais são usados como um tratamento complementar. Eles ajudam a combater a depressão, ansiedade, raiva, entre outros desequilíbrios emocionais dos pacientes. Eles também ajudam a diminuir os efeitos colaterais das terapias, como a dor, o desconforto, a insônia”.
Os florais são usados em conjunto com os tratamentos convencionais do câncer - cirurgia, quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia
A entrega do frasquinho com o floral é feito todas as quartas-feiras, no setor de Oncologia do Hospital. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 2126-3650.




.

Estresse Pode Causar Câncer

0

Estresse pode ativar mecanismos que favorecem o aparecimento do câncer
Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Yale, nos Estados Unidos, publicado no site da revista Nature, afirma que o estresse pode emitir sinais que fazem com que células desenvolvam tumores.
De acordo com o estudo, as mutações que causam o câncer podem atuar em conjunto para promover o desenvolvimento de tumores mesmo quando localizados em diferentes células em um mesmo tecido. A tese vai de encontro à defendida pela maioria dos cientistas, que defendem que uma célula precisa de mais de uma mutação para que os tumores se desenvolvam.
Segundo os resultados, uma célula com apenas a mutação RAS é capaz de se desenvolver em um tumor maligno se auxiliada por uma célula próxima que contenha um gene scribble defeituoso.
Resultado: ninguém pode ficar mais estressado!


.

Medicando

0
Bem que meu sexto sentido me avisa... logo hoje que trouxe minha tia de volta pra casa depois da cirurgia, meus irmãos todos viajando,sábado de noite, sem médicos na cidade e ela de repente começa com uma febre e um começo de Flebite. Lembrei que Quando ela estava fazendo quimio teve isso também.A perna está avermelhada,e cheia de pintinhas,um processo alérgico.Pensando bem, acho que ela pegou isso no hospital, pois desde que chegou de lá, que noto a pele irritada,pensei até ser começo de escara...só que tem umas bolhinhas também parecido com herpes. 
Só me resta apelar pra Deus e medica-la por conta própria... Tamiran 500mg,, Allegra 120mg, melocox 15mg,tylenol750mg,e rezar pra noite passar logo com 2 comp. de rivotril de 2mg.Vai dá certo! Sempre deu!Amanhã eu ligo para o médico dela e sei que ele vai dizer, como das outras vezes:fez muito bem ter administrado logo um antibiótico.


.

Mutirão promove tratamento de câncer de mama no Recife nesta sexta-feira

0
Está sendo realizado hoje aqui em Recife, um multirão para atendimento de pacientes, maioria vindo do interior, sem condiçõs de fazer exames e tratamentos.
O Diretor do Hospital do Câncer de Pernambuco, explica que serão atendidos casos de pacientes com câncer de mama que há muito tempo constavam na lista de espera.
(Há muito tempo constavam na lista de espera)-Dá uma revolta só de pensar no sofrimento dessas pobres coitadas que estão há meses, ou sei lá quanto tempo esperando por esse tratamento.Acredito que algumas já estejam até mortas...já que o diagnóstico e tratamento exige uma precocidade muito grande.







O Câncer de Mama é um dos que mais levam a morte, exigindo uma maior urgência em trata-lo.De acordo como diretor do Hospital,Dr. Cristiano Paiva,o mundo inteiro assiste a um aumento da enfermidade.

PARABÉNS ao Diretor por esta belíssima atitude em fazer do dia de hoje este multirão para salvar vidas!

No Brasil, o número de mortes por câncer continua alto. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, isso pode acontecer porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. A estimativa para 2010 é de que podem ocorrer cerca de 490 mil novos casos de câncer no País.

Hospital de Câncer, localizado no bairro de Santo Amaro, centro do Recife-
http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/saude/2010/01/15






.

Câncer de Vulva

0
Pesquisa revela que o câncer de Vulva é o 4º câncer mais freqüente da esfera genital feminina, ficando atrás do colo uterino, endométrio e ovário. Na literatura, sua incidência varia entre 1 a 3 por 100.000 mulheres.
 o câncer de vulva são tumores que se originam nas estruturas externas do trato reprodutor (lábios, abertura vaginal e clitóris). 
O câncer de vulva é uma neoplasia rara entre as mulheres. Seu tratamento em fases iniciais tem melhores resultados tanto estético-funcionais como sobrevida global, com elevado índice de cura. No entanto, tanto por questões culturais por parte das pacientes como desconhecimento dos profissionais, o diagnóstico ocorre na maioria das vezes em fase avançada da doença, onde o prognóstico é pior e o tratamento mutilante.
Foi o caso de minha tia, que quando perguntava a médica dela o que era aquilo que sempre aparecia nos resultados dos exames dela:
DOENÇA DE PAGET-ela respondia :
- esqueça isso! isso não é nada!
Passados 4 anos o problema voltou e quando a levei para o Oncologista, Dr. Erasto Filho, ele me explicou que Doença de Paget é um tipo de Câncer. Daí o que desencandeou todo o processo Invasivo da doença .
Ela já passou por diversas cirurgias como: Vulvectomia radical , Linfonodectomia inguinal esquerda e direita.Metástase entre a Cava e a Aorta, também para retirada de linfonodos.Por última, um tumor reincidente na  região Vulvar.A sequela é sempre o nosso dilema maior, pois com a cicatrização vem o estreitamento da Uretra e daí o uso contínuo de usar cateter de sondinha de Alívio para alargar o oríficio .Mas a gente vai aprendendo e ficando mais esperta a cada nova cirurgia.
 Fico imaginando a quantidade de mulheres que nesse momento estão passando por essa situação de ter que se auto aliviar com Cateter, depois da retirada da Sonda de Demora.






De volta à Vida

0

Sim, de volta à Vida, depois de quatro dias de confinamento num Hospital...apesar do dia hoje ter sido daqueles...hoje foi o dia dos horrores de câimbras nas pernas de tia...geralmente se adiministra complexo B...mas no caso dela não é recomendável por causa da diabetes...mas eu não ví outro jeito de amenizar as dores dela e resolvi medica-la por conta própria.O uso da sonda uretral provoca espasmos e dores que nem o Tylex e Tramal consegue amenizar.
Saímos do Hospital as 10 da noite..e sabemos que uma nova etapa nos espera...agora é só administrar a sonda , os curativos,os medicamentos....afinal, essa minha tia tem fôlego de gato...sei lá o que? já é a décima terceira cirurgia que eu estou com ela, depois do cãncer...fora mais umas sete que fez antes ...haja vida de gato!
Talvez hoje seja mais uma noite do "meu bem", por precaução dei dois comprimidos de Rivotril de 2mg.e do jeito que ela está cansada vai da certo e ela vai dormir. Assim espero!Estou aqui a olhar o céu do alto do apto e respirar o ar da noite, livre do cheiro do formol e dos corredores sinistros do Hospital! Graças a Deus!







.

24 Horas No Hospital

0

Acabei de chegar do Hospital, vim em casa tomar um banho e descansar um pouco, afinal, estou há 24 hs sentindo aquele cheiro de formol...
Passei a noite quase sem pregar o olho, o cheiro do Hospital me deixa enjoada. Ainda bem que ficamos instaladas no Apto e minha tia conseguiu dormir a base de Tramal injetável.
Pela manhã, o médico chegou pontual e as 8hs tia foi levada pra sala de cirurgia.Esta é a décima terceira só na região abdominal e pélvica.
Tudo correu bem e uma hora depois Dr. Erasto me diz que retirou um tumor grandinho na Vulva. Fiquei mais tranquila ao saber que tudo foi como ele imaginara e minha tia está sem dor e livre do tumor, que espero em DEUS, ser de origem benigna.
Agora, é só esperar para ter alta do Hospital e ter os cuidados especiais em casa, visto que ela está com uma sonda de demora na uretra,e dessa vez a dilatação foi maior e foi colocada uma sonda uretral número 22.Essa foto foi quando ela voltou da CTI horas depois e operada  e falou :ESTOU DE VOLTA VIVA!!!

Vou tentar fechar os olhos e dormir um pouco...minha cabeça está doida com tanto sofrimento e aperreio:sonda, gemido, explicações médicas, enfermeiras,soro,tramal, rivotril,rocefin,GEAP...


Essa, ja foi sentindo dor depois que a anestesia foi passando...




Mais Outra Cirurgia

0
As vezes a gente tem que esconder a verdade de quem a gente ama...eu tenho sofrido muito esses dias tentando ocultar uma provável cirurgia de minha tia, para retirada de mais um tumor na região pélvica...
Hoje, eu a trouxe para recife e já no Hospital Albert Sabin, tive que contar a verdade...ela me olhou espantada e começou a chorar. Dr. Erasto então, falou da importância da cirurgia e disse que tinha me pedido para não dizer a ela antes.Mas sabe aquela sensação de culpa? É como se eu fosse uma carrasca levando ela para um sofrimento...
Não, eu não devo me culpar...estou fazendo o que é certo e o melhor pra ela!